Home    Fale Conosco  

 

VARGINHA  |  ALFENAS  |  ALTEROSA  |  AREADO  |  CAMPOS GERAIS  |  GUAXUPÉ  |  JURUAIA  |  MACHADO  |  PARAGUAÇU  |  POÇOS DE CALDAS  |  POUSO ALEGRE  |  SERRANIA  |  PÁGINA PRINCIPAL
NOTÍCIAS: Saúde & Beleza      Ação Social      Política      Polícia      Geral      Economia      Esporte      Cultura         Buscar:
Minas Acontece - Prefeitura realiza camarote com open bar para políticos no réveillon da mina


Prefeitura realiza camarote com open bar para políticos no réveillon da mina
3/1/2018
compartilhe:

Por Pedro Alencar Azevedo (Pedrinho)

O povão não teve acesso, ficou na lama ao relento. A sorte que não choveu!

height=176

Em Varginha, nesta segunda-feira (01/01), uma reportagem do programa Balanço Geral da TV Record sobre o Réveillon na Mina do Campos Elíseos chamou a atenção do cidadão Varginhense morador no mesmo bairro, Juliano Rodrigues. Ele reparou que ao Prefeito Antônio Silva (PTB) deu entrevista em um luxuoso camarote coberto, com mesas, cadeiras, garçons, comidas e bebidas. A entrada no local foi restrita somente para autoridades e cargos de confiança.

Juliano agora quer saber quem pagou o camarote open bar para políticos?

“Vereadores que eram para fazer o que estou fazendo que é fiscalizar e denunciar estavam lá se esbanjando nas nossas custas!” disse Juliano.

Não é novidade! Ele ressaltou também que essa prática de separação de pessoas por cargos ou classe social também sempre existiu nos governos municipais anteriores. Mas é que antes ninguém denunciava segundo ele.

Disse para reportagem também que é a favor de eventos como estes que levam alegria para população, que inclusive seu filho foi e chegou em casa com o calçado todo sujo de barro. Mas que não acha justo a população bancar camarote open bar para políticos, sendo que estes já ganham bem e teriam condições de fazer suas ceias. Deveriam consumir assim como a população que comprava refrigerante e cervejas em média de R$4.00 a R$5,00 dos barraqueiros.

A reportagem do Minas Acontece levantou informações de que nem mesmo os funcionários que trabalharam no evento, policiais militares e outros profissionais não tiveram acesso a consumir no tal camarote dos políticos. A organização do evento (SETEC), Secretaria de Turismo e Comercio em contra partida exigiu uma espécie de “doação” dos barraqueiros de mais de cem (100) vale lanches para alimentar aqueles que trabalhavam na festa. Vale a pena ressaltar que os barraqueiros já pagam uma taxa para prefeitura.

height=287
Parece dois mundos diferentes, mas as duas fotos são do mesmo evento.

Juliano aproveitou o espaço para solicitar a Prefeitura para que no próximo ano faça como Poços de Caldas fez este ano e soltem fogos silenciosos, pois ele tem duas cachorrinhas que se assustam com os barulhos dos foguetes, mas isso não o incomodou. Mas o que ele não gostou mesmo foi do open bar para políticos!

Na tarde desta terça-feira (02/01) a reportagem entrou contato com a assessoria de comunicação da Prefeitura questionando quem havia pagado as despesas deste camarote? A assessora disse que essas informações somente o Secretário de Turismo e Comercio poderia responder.

Como existe uma liminar concedida por um juiz plantonista de Varginha que PROIBE o Jornal de citar o nome do referido político secretario não fizemos contato com o tal. (Devido a reportagens de suspeitas de fraude em licitações envolvendo no secretário!)

Vale apena informar a população varginhense que venceu a licitação para sonorização o sócio do secretário na última festa de rodeio que teve em Elói Mendes e “concorrente” na licitação em que o secretário venceu no carnaval de Paraguaçu em 2017. Coincidência né!?

Veja o vídeo da reportagem Rede Record sobre o evento:

Por Pedro Alencar Azevedo (Pedrinho)



compartilhe:




Comentários:







 

NOTÍCIAS: Saúde & Beleza      Ação Social      Política      Polícia      Geral      Economia      Esporte      Cultura        




Todos direitos reservados.