Home    Fale Conosco  

 

GUAXUPÉ  |  ALFENAS  |  ALTEROSA  |  AREADO  |  CAMPOS GERAIS  |  JURUAIA  |  MACHADO  |  PARAGUAÇU  |  POÇOS DE CALDAS  |  POUSO ALEGRE  |  SERRANIA  |  VARGINHA  |  PÁGINA PRINCIPAL
NOTÍCIAS: Saúde & Beleza      Ação Social      Política      Polícia      Geral      Economia      Esporte      Cultura         Buscar:
Minas Acontece - Polícia abre investigação após ranking do sexo viralizar e expor moradoras de Muzambinho, MG


Polícia abre investigação após ranking do sexo viralizar e expor moradoras de Muzambinho, MG
11/1/2018
compartilhe:

viralizar por meio de compartilhamentos em grupos de mensagens instantâneas na cidade, que tem pouco mais de 20 mil habitantes. Além de citar nomes, o ranking também atribui adjetivos pejorativos às vítimas.
height=221

O delegado Sílvio Sérgio Domingues, da Polícia Civil, contou que diversas mulheres já procuraram tanto a delegacia quanto a Polícia Militar para registrar boletins de ocorrência por terem sido citadas no texto intitulado "TOP 100  

Os envolvidos podem responder por crimes como ameaça, calúnia, difamação, injúria e até falsa identidade, no caso de perfis falsos usados para compartilhar. 
height=213

 

 

Considerado machistas nas discussões em redes sociais, o ranking compartilhado traz o nome de mais de 100 mulheres de várias idades, casadas e solteiras, atribuindo a elas o adjetivo de " 

Alguns nomes também são acompanhados das referências pessoais (nome dos pais, local de trabalho, entre outros) para que não houvesse dúvidas de a quem o autor se referia. 

 
height=334

 

A advogada Justimiano foi procurada por várias vítimas que pretendem denunciar o caso. Segundo a advogada, o primeiro passo será reunir as meninas que se sentiram lesadas e fazer todos os boletins de ocorrência. 

“São muitas meninas, precisamos reunir todas as provas, como compartilhamentos, capturas de tela, tudo para localizar as pessoas que compartilharam, uma a uma, até a gente tentar encontrar quem foi que elaborou ou divulgou inicialmente esta lista”. 

As vítimas informaram à advogada que já encontraram a publicação que teria começado o material que Facebook, onde se alastrou”. 

Segundo a advogada, o passo seguinte será encaminhar o caso ao Judiciário. "Depois do boletim de ocorrência, a gente vai esperar a audiência preliminar, e, possivelmente, entramos com ação de indenização". 


Fonte:https://g1.globo.com/mg/sul-de-minas/noticia/policia-abre-investigacao-apos-ranking-do-sexo-viralizar-e-expor-moradoras-de-muzambinho-mg.ghtml



compartilhe:




Comentários:







 

NOTÍCIAS: Saúde & Beleza      Ação Social      Política      Polícia      Geral      Economia      Esporte      Cultura        




Todos direitos reservados.